A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz foi criada em 1996, numa iniciativa da Secretaria Executiva de Cultura (SECULT), contando com a parceria da Fundação Carlos Gomes. Os maestros Andi Pereira (RS), Barry Ford (EUA), Mateus Araujo (SP) e Enaldo Oliveira (PA) já foram titulares da Orquestra que, atualmente, é conduzida pelo maestro paraense Miguel Campos Neto.

Estiveram à frente da OSTP, como convidados, os maestros Patrick Shelley, Roberto Duarte, João Carlos Martins, Luis Fernando Malheiro, Silvio Viegas, Abel Rocha, Flávio Florence e, no ano passado, o maestro Carlos Moreno.

Como solistas atuaram, entre outros, Arnaldo Cohen, Arthur Moreira Lima, Miguel Proença, Emmanuele Baldini, Antonio Del Claro, Adriane Queiroz e Atalla Ayan.

Em 1999, gravou o CD “Arthur Moreira Lima interpreta Waldemar Henrique”, destacando três compositores locais: Serguei Firsanov, Tynnôko Costa e Luiz Pardal.

Integrada à vida cultural de Belém, a OSTP realiza concertos mensais no Theatro da Paz; participa do Festival Internacional de Música da Fundação Carlos Gomes e do Festival de Ópera do Theatro da Paz, tendo executado entre outros títulos, Macbeth, Rigoletto e La Traviata, de Verdi; A Viúva Alegre, de Lehár; Pagliacci, de Leoncavallo; A Flauta Mágica, de Mozart; Carmen, de Bizet; Romeu e Julieta, de Gounod; O Barbeiro de Sevilha, de Rossini; Madamma Butterfly, Gianni Schicchi, La Bohème e Tosca, de Puccini; Il Guarany, de Carlos Gomes e, em primeira audição, depois de suas estréias há mais de cem anos, as óperas Bug Jargal e Yara, do paraense Gama Malcher.

Os oratórios Magnificat, de J. S. Bach e Stabat Mater, de Rossini, a 5ª Sinfonia de Shostakovich, além de A Floresta do Amazonas e Choros nº 10, de Villa Lobos estão entre as grandes performances da OSTP, que tem na realização do ciclo integral das nove sinfonias de Beethoven, em 2006, o ponto alto da sua trajetória de quinze anos.

Em 2005, iniciou o processo de descentralização de suas atividades, por meio do projeto “Pará Sinfônico – A Orquestra nos Municípios”, tendo se apresentado em Castanhal, Santarém, Vigia, Tucuruí e Capanema, entre outras cidades.

Em 2008, gravou o seu primeiro DVD, registro de uma das melhores fases de seu amadurecimento artístico.